28/05/2017

A mudança

Já se passaram 11 meses desde a última vez que o vi, no começo senti a liberdade de ficar solteira, uma sensação de que ficaria melhor sem ele, depois de dois meses, sentia sua falta, sentia falta de coisas que nunca aconteceram, a ausência dele me sufocava como se eu tivesse feito a pior coisa que eu poderia ter feito, e assim os dias foram passando.
No decorrer desse tempo tive vários momentos, o da solidão, o da raiva de tudo e de todos, pena de mim por ter permitido que as coisas chegassem aquele ponto, e agora cheguei no momento em que não sinto mais sua falta, nem saudade, muito menos rancor. Pensava e falava para todo mundo que não tinha dado certo, que a culpa de tudo tinha sido dele, mas não, deu certo por um tempo, um período mínimo mas deu, porém algo mudou e me apeguei ao momento bom e não quis largar, e fui insistindo, lutando por algo que já não tinha mais jeito, até chegar as desconfianças, a raiva, desrespeito de ambos, e por fim o rompimento, hoje vejo que nada disso foi em vão , tudo o que passei, todas as dificuldades, os erros, me fortaleceram, me fez enxergar os meus erros, meus defeitos e que a minha permissividade por medo de perder, levou tudo ao fundo do poço, talvez eu tenha me tornado agora uma pessoa mais fria, que acredita menos nas pessoas, mas também passei a reparar em mim, me ouvir e não passar por cima de meus sentimentos e vontades para agradar os outros.
Todos os dias acordo com a esperança de que um dia eu possa me doar por completo novamente, que possa receber o mesmo da outra pessoa, e que existem sim pessoas capazes de te amar do jeito que você é, que exista empatia, respeito, confiança, às vezes me pegava olhando para os casais na rua e ficava pensando o que tem por trás dessa cena, será que eles são realmente felizes, será que um algo bom vai acontecer na minha vida? Mas hoje eu sei que não adianta ter pressa, não adianta ficar procurando e se culpando por tudo, o que tiver de acontecer vai acontecer, bons momentos vão chegar e eu tenho que estar preparada, tenho que estar confiante e acima de tudo tenho que estar forte e curada das minhas dores.
A cada dia, a cada nascer do sol, eu me torno uma pessoa mais completa, cada momento vejo como aprendizagem, e por mais que dê tudo errado hoje, amanhã vou ter a oportunidade de fazer dar certo, afinal como diz o Provérbio Chinês: Se caíres sete vezes, levanta-te oito.

Um beijo a todos,
— Samantha Lins


27/05/2017

Gênero Favorito do Wattpad


Romance: venceu com mais de 32 votos
Fantasia: em segundo lugar com 13 votos
Ficção cientifica: em terceiro lugar com 7 votos
Um pouco de tudo: em quarto lugar com 5 votos
Ficção adolescente, Lobisomem e Vampiro: em ultimo lugar com 1 voto cada

Uma dica para quem não sabe o que ler no Wattpad!

Um abraço a todos,
— Brenda Thalia

26/05/2017

O que é o K-POP?



Bom eu vim falar de um assunto que está muito em alta hoje em dia. O nome é  k-pop! E isso é algo que estou MEGA viciada no momento, então queria compartilhar com vocês sobre isso, pois a cada momento eles vêm crescendo e não é apenas uma banda ou outra, tipo é geral todo gente! Vai de solo para grupo de grupo para banda ou até mesmo dupla. Vocês devem estar perdidos então irei explicar o que é K-pop. K-pop é a abreviação de korean pop, música pop coreana ou música popular coreana, é um gênero musical originário da Coreia do Sul que se caracteriza por uma grande variedade de elementos audiovisual. Os motivos de eu estar tão viciada nisso são… Milhares, mas vou citar apenas aqueles são permitidos para todas as idades! (Qual é gente, sou apegada aquela frase que todos os dançarinos fazem bem… Crianças estou falando de dança Okay?  Eles dançam muito bem!) Mas vamos lá! Bom, uma das coisas eu já falei, eles dançam bem pra caramba, tipo não só as meninas, os meninos também cara! As vozes são excelentes, pois eles cantam as músicas com emoções uma vez que são feitas por eles mesmos. Mas tipo, as letras são magníficas, separei uma playlist para vocês escutarem depois de várias bandas, gêneros entre outras. Afirmo que não vão se arrepender… Bom os clipes podem ser confusos, mas alguns são bons demais para ser verdade. K-pop é aquela coisa de hoje estou animada, então o clipe vai ter festa e tuts tuts e tudo o mais para te agitar. Estou apaixonada, vai te dar uma das melodias mais lindas para tu viciar…. Estou me sentindo feia, CARA K-POP TEM MÚSICA PARA TU LEVANTAR SEU ASTRAL! Então gente, vicia em K-pop que é tiro na certa! Só vim compartilhar esse pequeno vício com vocês.


Se gostar, aqui tem uma playlist nesse link: http://www.youtube.com/playlist?list=PL_10Mywry-fH_jZD18cK5GzAseuC-vzML



Beijão de sakuras! Até a próxima.

—Renata Figueiredo

25/05/2017

Resenha do livro: Desde o primeiro instante


24/05/2017

Como eu era antes de você

Louise Clark é uma mocinha esperta. Por culpa das circunstâncias, aos seus vinte e seis anos, vive na casa de sua família com: mãe, pai, avô, irmã e sobrinho. E para ajudar, trabalha em um adorável café, que infelizmente, fecha suas portas. Lou então consegue um emprego como cuidadora. Mas invés de um velho rabugento, encontra um cadeirante irritadiço e rabugento; Will.
Will Traynor é podre de rico, tem seus trinta e cinco anos e tinha tudo para passar a vida explorando a tão amada adrenalina. Infelizmente, alguns anos atrás, sofreu um acidente com uma motocicleta e perdeu todo o ânimo que foi seu, um dia. Agora, fadado a passar os seus dias sendo cuidado por enfermeiros e mal movendo os dedos, tornou-se a definição de depressão.
Nenhum dos dois fica muito entusiasmado com a presença do outro, no início. Entretanto, aos poucos, a menina curiosa, parece devolver a vida que a anos não se via em Will. Não se pode perder e nem ganhar todas. Mas a vida mostrará uma faceta até então desconhecida e mudará suas vidas para sempre.
Emocionante, genuinamente engraçado, romântico e inspirador. E talvez ainda fosse pouco. Magnífico também deveria ser acrescentado. Um dos melhores livros que já li. Recomendo de todo o coração.
Quando soube que o primeiro trailer do filme iria ser lançado 3 de fevereiro de 2016, às 14 horas no horário de Brasília, fiquei super empolgada e não via a hora de chegar às 14h. 

Quando deu 14h corri para ver o trailer, vi sem legenda e não entendi nada pois não sei falar inglês, foi uma emoção tão grande ver que estava tudo perfeito, as cenas que mais marcaram no livro, estavam no trailer.

Não tinha como descrever a sensação de estar vendo o trailer, os atores foram bem escolhidos e representaram super bem a Lou e o Will.

Quando saiu o trailer com a legenda, fui assistir novamente e senti um misto de felicidade e ansiedade. 

Foi um dos melhores livros que já li e com certeza vai ser um dos melhores filmes que vou ver.

Lou nos ensina a nunca desistir, mesmo que a vida nos dê rasteiras, a ser feliz em todos os momentos e o melhor remédio para o mau humor é simpatia e felicidade. Já o Will nos ensina a dar mais valor a vida que temos, a nunca reclamar das coisas que temos mesmo que sejam poucas, mas pelo menos conseguimos ter.

Um abraço a todos,
— Fernanda S. e Larissa Broedel

23/05/2017

Amizade colorida

Amizade colorida é, na minha concepção, quando dois amigos decidem ficar sem compromisso e sem intenção de isso vir a ser um namoro. Mas não tem uma fórmula secreta para amizades coloridas. Elas podem dar muito certo ou muito errado. Eu já passei por algumas, e já experimentei os dois casos. O lado bom é bem clichê. Se não envolver sentimento algum, é ótimo. Apenas um amigo muito íntimo que te tira da seca, às vezes. Mas nem tudo são flores, e se topar uma amizade colorida, você corre o risco de experimentar qualquer um dos dois lados.
Vou dividir um pouco da minha experiência pessoal com vocês. Eu acreditava que não tinha como uma amizade colorida dar errado. Afinal, a teoria é perfeita para mim. Mas uma vez, eu me envolvi numa amizade colorida bem complicada e intensa. Começou como amizade, apenas. Nós nos víamos sempre. Ele vinha na minha casa e ficava até de madrugada, parecia que o assunto não acabava. Já vimos o sol se pôr e depois nascer só na conversa algumas vezes. Era maravilhoso, eu admito. Rolavam várias seções de cosquinha, provocações e até uns tapas da minha parte. Eu cuidava dele e ele de mim. Era até fofo, e pensando bem, talvez isso tenha sido um erro. Quando a gente começou a ficar, a coisa se intensificou. As madrugadas ficaram diferentes, quentes, curtas. A química era uma coisa de outro mundo. Eu era a cabeça e ele o coração da relação. Nem preciso dizer que eu adorava. Mas então, ele começou a se apaixonar sério. E foi aí que os nossos problemas começaram. Ele não dizia explicitamente, mas queria compromisso. Enquanto eu, cautelosa e até meio paranoica, fugi. Eu tinha e tenho uma concepção de compromisso muito séria e muito forte, acredito que envolve diversos sacrifícios de ambas as partes e não me sentia pronta. Depois de muito vai e vem, decidimos não nos ver mais.
Se vive um dia de cada vez. É muito pior quando a pessoa vivia na sua casa, porque qualquer cantinho tem uma lembrança de vocês. E as pessoas que convivem com você, vão te lembrar disso, querendo ou não. Então, quando acaba, é sempre complicado. Tanto quanto um namoro.
Eu adoro teorizar as coisas. E depois das minhas experiências, cheguei à conclusão que amizade colorida só dá certo se ambos foram muito sinceros e deixarem claro o que sentem e o que querem, desde o início. Do contrário, vocês só criam algumas boas memórias, e várias cicatrizes em si mesmos.

Um abraço a todos,
— Larissa Broedel

Entre Magia e Palavras | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2016 | POR:
COMPRE AQUI O LAYOUT QUE SEU BLOG MERECEBILLION DOLLAR LAYOUTS